Grupo de transformação pessoal (GTP)

 

Nos dias que correm, existem imensas pessoas que gostariam de poder vivenciar uma  experiência de mudança em grupo, num ambiente seguro e confidencial, com um espaço e pessoas com quem pôr em perspectiva a própria pessoa, a própria vida e escolher a partir daí, com confiança, aquilo que querem para si mesmas e para os que as rodeiam.

Se este é o seu caso, estamos a expandir esta metodologia GTP para alguns pontos do nosso país. Junqueira (Sementes) e Famalicão (Clínica Movement Saúde Integral) tiveram e estão a ter esta experiência e estamos agora a preparar tudo para que esta possa acontecer  em Braga e Maia e noutros pontos do nosso rectângulo cuja possibilidade ainda está a ser explorada.

Quanto aos objectivos desta experiência:

  • Viver  a liberdade de expressão e o desafio de entrar em comunicação
    com o(s) outro(s);
  • Conhecer a possibilidade de  afirmar-se como pessoa;
  • Poder dizer o que pensa sem medos, num ambiente aceitação e respeito.
  • Aprender a lidar com as diferenças dos outros (opiniões e valores);
  • Conhecer-se e olhar para si próprio de maneira diferente e mais potenciadora;
  • Aceitar-se a si próprio e começar um poderoso processo de transformação pessoal;
  • Usufruir de espaço e tempo de encontro consigo próprio, num contexto interativo de grupo.

As competências que se trabalham num GTP são as seguintes:

  • Comunicação verbal;
  • Competências de interacção;
  • Comunicação verbal;
  • Assertividade;
  • Poder de persuasão;
  • Falar em público;
  • Capacidades de liderança;
  • Atitude positiva;
  • Criatividade

Testemunhos 

Débora: ” Este grupo foi muito importante para conseguir finalmente sair de um emprego que me sugava a energia e arriscar fazer aquilo que sonhei.”

Pedro: ” Com o grupo consegui aceitar-me mais a mim próprio e depender menos de querer agradar aos outros.”

Mariana: ” Agora consigo ouvir melhor os outros como pretendia e tenho aprendido imenso com isso.”

Rogério: “Esta foi uma enorme oportunidade para saber que tinha aquele tempo para cuidar de mim.”

Se tiver alguma dúvida sobre este projecto pode escrever para António José Constantino – ajc@sementes.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *